Pages Menu
RssFacebook
Categories Menu

Posted by in Acupuntura, Dores Localizadas | 0 comments

Esporão no Pé – Causas e Tratamentos

Esporão no Pé – Causas e Tratamentos

O esporão no pé, também conhecido como Esporão de Calcâneo, está normalmente relacionado ao envelhecimento e costuma aparecer entre os 40 ou 50 anos de idade.

A musculatura da parte posterior do nosso corpo luta contra a gravidade o tempo todo.

Este conjunto complexo é formado pelas seguintes musculaturas:

  • Musculatura da parte posterior do pescoçoesporão no pé
  • das costas até a bacia
  • posterior da coxa
  • posterior da perna
  • tornozelo e pés

Com essa luta constante contra a gravidade o corpo vai, muitas vezes, perdendo espaço: espaço entre as vértebras, espaço entre órgãos e vísceras… num claro movimento de retração e encolhimento.

O encolhimento constante, dia apos dia, vai acontecendo aos poucos e quando se percebe, a postura de anos atrás não é mais a mesma.

Os olhos nao enxergam mais como antes e continuamos nos “enrolando” posturalmente e nos encolhendo diante da vida.

Nesse processo, as articulações, antes firmes e elásticas, agora ficam ressecadas e sem a mobilidade de antes.

Nessa esteira vem a osteoporose e as calcificações e descalcificações que acontecem em determinados locais do corpo como resposta ao envelhecimento.

esporão no pé

O Esporão no Pé é uma dessas calcificações anômalas, mas esperadas no processo de envelhecimento.

Ele surge quando pequenos cristais de  cálcio se depositam na região.

Isso pode englobar todo o osso chamado calcâneo e também parte do tendão calcâneo (tendão de Aquiles).

O esporão no pé é classificado como entesopatia.

Êntese é a junção do osso com o tendão.

Este sofre pequenas inflamações ao longo da vida e vai calcificando.

Esse problema acontece principamente entre os 40/50 anos e esses cristais serão sentidos como dor após algum tempo depois que ja se instalaram.

A dor surge normalmente após o uso de sapatos que machucam e começa se a perceber que o calcâneo e adjacencias existem.

O esporão no pé pode ser visualizado através de Raio X e pode ser bem doloroso, não importando o tamanho.

Esporão no Pé – Fatores de Risco

.

  • esporão no péIdade – o esporão no pé normalmente aparece após os 40/50 anos.
  • Excesso de peso – pode ser um fator predisponente para o surgimento do esporão no pé. Anos a fio com excesso de peso influenciam todo o conjunto de articulações inferiores: quadris, joelhos e calcâneos. Estes são lugares onde esse excesso de peso é descarregado.
  • Calçados – via de regra, se você usar um sapato que machuca sempre no  mesmo lugar e esse lugar ficar dolorido durantes dias ou até semanas, mude de calçado.
  • Sedentarismo – os nossos ossos precisam de pressão para serem remodelados. Se eles não forem remodelados, acontecem calcificações nos locais citados. O sedentarismo pode também causar sobrepeso.

Soluções Práticas

.

  • O tratamento do esporão no pé pela fisioterapia é bem demorado. Ele vai englobar  medidas antiinflamatórias para o alívio da dor e alongamentos. E, numa fase posterior de tratamento, será feito um trabalho de fortalecimento. Além disso, trabalha-se com a reeducação do ato de caminhar.
  • Acupuntura – melhora a dor, permite melhor distribuição hídrica do corpo, tonifica o Qi (energia), melhora o ânimo para fazer exercícios e, principalmente, desfaz os pequenos cristais que ficam nos pés e que causam a dor.

esporão no pé

Se você gostou deste artigo, então compartilhe com seus amigos nas Redes Sociais e deixe um comentário aqui abaixo e eu prometo que te respondo. :-)

Rosalina Ribeiro

Acupuntura e Shiatsu

Fisioterapeuta

Gostou? Então Compartilhe!!